Blog

Na produção de nosso compensado cuidamos de todo processo para que o mesmo chegue até você com qualidade. Isso envolve tanto o cuidado na matéria prima, como no maquinário de produção, mão de obra qualificada e transporte. Outros influenciadores que precisam de atenção são o cuidado no estoque, cuidando do teor de umidade, espécie de madeira, pressão, temperatura utilizada na fabricação, entre outros.

Ao pensar em compensado, devemos analisar se a placa apresenta boa resistência, grande durabilidade, é resistente também quando se trata ao ataque de xilófagos (insetos que se alimentam da madeira) oferece segurança, economia de energia e o melhor, custo muito pequeno de manutenção. Além de tudo, o compensado de madeira é uma material vegetal, natural e renovável na natureza, podendo ser utilizado também, na arquitetura sustentável. Por isso, para seu projeto, escolha uma empresa certificada e que se preocupe com o meio ambiente.

Como em todos os segmentos, as empresas de produção de compensados possuem normas e certificações de qualidade, que ajudam seus clientes a terem a garantia de que estão adquirindo um produto que irá atender aos seus requisitos. A certificação visa o controle desde o recebimento da matéria-prima até a embalagem. Conta com um manual da qualidade com procedimentos, instruções de trabalho, registros e anexos.

A principal meta da Casa do Compensado é conquistar a sua satisfação, mas não é só este o benefício com o cumprimento dos requisitos. Um controle de qualidade adequado e correto pode contribuir com a diminuição de conflitos, redução de custos, aumento da produtividade, conquista de novos mercados, melhoria da imagem do produto e mudança de cultura e organização.

Para o cuidado e controle da qualidade de produção dos compensados, cada etapa do processo precisa de uma análise detalhada, desde a aquisição de produtos, documentação, identificação, cozimento das toras, laminação, secagem, colagem, montagem, prensagem, lixamento, embalagem. Além disso, é de extrema importância uma inspeção básica antes de seguir para a próxima etapa e uma inspeção final detalhada e cuidadosa, com fichas de qualidade para relatarem qualquer possível problema encontrado durante a inspeção, que poderão ser resolvidos pelo gerente de qualidade.

Por fim, é necessário manter a manutenção de máquinas e equipamentos e o controle de instrumentos de medição, afinal, sem esta revisão, não é possível ter confiabilidade na qualidade dos produtos. Todos os equipamentos de medição devem passar por frequentes identificações e calibrações para garantir esta precisão.